Pesquisar
Filters
Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Prática Política

Cada vez mais em política a prática política é determinante para a credibilidade dos partidos e para o exercício político com rigor e de acordo com valores éticos e democráticos. No Partido Liberal Social queremos liderar pelo exemplo.

Como fazemos política

Consulta aqui as referências de como fazemos política.

 

Fechar Todos
CAPITAL ORGANIZACIONAL

(1 de 9) Exigência nos Processos

Processos organizacionais conhecidos por todos os Membros, para uma maior eficiência funcional, facilitando através da App Liberal Social o acesso simplificado a todos os procedimentos, seguindo as melhores práticas de gestão, como previsto no artigo nº 45 e respetivos Regulamentos.

 

(2 de 9) Política Transparente de Remunerações

Transparência total para com o Conselho Nacional, sobre todo o tipo de remunerações pagas pelo partido, de acordo com a política de remunerações, como definida no artigo nº 47 dos Estatutos e no Regulamento Financeiro.

 

(3 de 9) Transparência de Donativos

Transparência para com o Conselho Nacional e Conselho Fiscal, sobre os donativos e despesas, de acordo com as regras previstas no artigo nº 47 dos Estatutos e no Regulamento Financeiro.

 

(4 de 9) Incompatibilidades

Regras claras que impedem a acumulação de cargos incompatíveis e asseguram os escrutínios fundamentais em democracia, como previsto no artigo nº 38 dos Estatutos e no Regulamento de Ética e Prática Partidária.

 

(5 de 9) Métodos eletivos Liberais - Candidaturas Nominais

Candidaturas nominais em detrimento de listas, para os Órgãos representativos, permitindo aos Membros do partido a escolha do seu candidato, assegurando uma maior relação entre o eleito e o eleitor e o escrutínio da sua atividade política, como previsto no artigo nº 35 dos Estatutos e no Regulamento Eleitoral.

 

(6 de 9) Descentralização e Proximidade

Autonomia de funcionamento das estruturas locais, regionais e internacionais, para pensarem política próxima ao cidadão, ouvindo as suas expectativas e trabalhando ativamente na comunidade, para solucionar os seus problemas, por exemplo, cabe aos Núcleos Autárquicos o poder de propor ao Conselho Nacional os seus candidatos às autarquias, como previsto nos artigos do capítulo V dos Estatutos e no Regulamento dos Núcleos.

 

(7 de 9) Regiões Autónomas e Estrangeiro

Regras adaptadas a estas duas realidades específicas, a das Regiões Autónomas e dos Núcleos Internacionais, que permitem uma capacidade de atuação própria, como previsto no artigo nº 28 dos Estatutos.

 

(8 de 9) Ética e Prática Partidária

Regras que asseguram a transparência, a exigência e a ética democrática, no exercício político dos Eleitos pelo partido, para cargos internos e externos, como definido no artigo nº 13 dos Estatutos e no Regulamento de Ética e Prática Partidária.

 

(9 de 9) Separação de Poderes

Estrutura nacional implementada para assegurar a verdadeira separação de poderes, entre os Órgãos nacionais, garantindo a sua independência e escrutínio, como definido nos artigos integrantes do Capítulo III dos Estatutos.

CAPITAL HUMANO

(1 de 5) Membros do partido como Agentes de Mudança

Receber os novos Membros como se de uma oportunidade única se tratasse, preparando-os para serem novos quadros políticos na sociedade civil, que se distingam pelo rigor e pela ética democrática, através da Academia e da APP Liberal Social e como previsto no artigo nº 9 dos Estatutos.

 

(2 de 5) Envolvimento com a Sociedade - Simpatizantes

Dinâmica de envolvimento da sociedade na dinâmica partidária, mesmo para os cidadãos não inscritos como Membros do partido, para trazer o contributo da sociedade civil para o partido, como definido no artigo nº 11 dos Estatutos e no Regulamento de Membros e Simpatizantes.

 

(3 de 5) Escolha de Candidatos pelo Mérito

Métodos que privilegiem o mérito, aferido pela participação dos diversos Órgãos na escolha dos candidatos a eleições externas, como definido no artigo nº 43 dos Estatutos.

 

(4 de 5) Juventude Liberal Social

Política de juventude conhecida por todos e próxima aos cidadãos, que dinamize os nossos jovens nas comunidades onde se inserem, como definido no artigo nº 31 dos Estatutos.

 

(5 de 5) Dinâmica Digital - App Liberal Social

Aplicação digital que dá aos Membros o acesso pleno ao partido, onde se realizam as diferentes ações da vida partidária e o debate de ideias políticas, como descrito nesta página.

CAPITAL INTELECTUAL

(1 de 5) Gestão do Conhecimento

Sistema digital de guarda e partilha do conhecimento, de apoio aos processos de investigação política e ao desempenho político de Membros e Eleitos, como definido nos artigos nº 25 e nº 26 dos Estatutos.

 

(2 de 5) Processo Político Claro e Conhecido

Processo para recolha de informação, investigação e elaboração das nossas propostas políticas, de forma transparente, colaborativa e eficiente, como definido no artigo nº 27 dos Estatutos.

 

(3 de 5) Registo de Interesses

Registo dos participantes no Centro de Estudos, com as respetivas manifestações de interesse, assegurando a transparência nas nossas propostas políticas, como definido no artigo nº 25 dos Estatutos.

 

(4 de 5) Academia Liberal Social – Um Partido Escola

Academia de formação permanente de Membros e Eleitos, com conteúdos formativos em diferentes áreas, que os capacitem para as suas funções, dentro ou fora do partido, como definido no artigo nº 25 dos Estatutos.

 

(5 de 5) Parcerias com a Sociedade

Estabelecer parcerias com Think Tanks Liberais e organizações da sociedade civil, para criar dinâmicas de investigação e literacia nos membros, como definido no artigo nº 25 dos Estatutos.

 

 
top